Bolsonaro atende pedido de Michelle para manter benefício de pessoas com deficiência

A primeira-dama revela preocupação com portadores de deficiência. Reprodução: Google

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou nesta sexta-feira que vai mandar rever o Artigo 28 da proposta de reforma da Previdência, que trata dos benefícios concedidos às pessoas com algum grau de deficiência física, quer provocada por acidente no decorrer da vida ou por doenças incapacitantes.

A iniciativa partiu de um pedido feito pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, segundo declaração do próprio chefe de Estado. “Você sabe que os pedidos da primeira-dama geralmente são irrecusáveis e inadiáveis. Já passamos [o pedido] para o Rogério Marinho [secretário de Previdência do Ministério da Economia] essa questão e tenho certeza que ele vai atender a primeira-dama”, disse Bolsonaro.


Michelle Bolsonaro possui grande afinidade pelas causas sociais, especialmente a dos deficientes físicos, auditivos e pessoas com doenças raras. Em abril desse ano, por exemplo, a primeira-dama foi à Campina Grande, na Paraíba, onde se encontrou com o jovem Leryston Matheus, de 21 anos [foto de capa]. O rapaz, mais conhecido como Leleu Matheus, sofre de uma doença rara, a Epidermólise bolhosa, segundo informações do Extra.


De acordo com a proposta do governo, apenas as pessoas com deficiência considerada grave ou inválidos terão o direito de receber a pensão previdenciária. A Proposta de Emenda à Constituição nº 6/2019 está em tramitação na Comissão Especial da Câmara dos Deputados e recebeu dos deputados 277 emendas ao texto.

Caso o pedido de Michelle Bolsonaro seja atendido, pessoas com deficiência intelectual com grau leve ou moderado de outras formas de deficiências continuação com o benefício em caso de morte dos pais.