Papa envia carta enigmática para Lula ao dizer que “a verdade vencerá a mentira”

Papa envia carta enigmática para Lula ao dizer que "a verdade vencerá a mentira"

Segundo informações do site oficial do Partido dos Trabalhadores, o Papa Francisco enviou uma carta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cumpre pena em regime fechado em Curitiba por ter sido condenado por crimes de corrupção. No documento, o pontífice teria dito que “a verdade vencerá a mentira”.

“A responsabilidade política constitui um desafio permanente para todos aqueles que recebem o mandato de servir ao seu país”, escreveu o Papa, destacando logo no final que “podemos passar da escuridão para a Luz; do pecado que separa Deus para a amizade que nos une a Ele; o bem vencerá o mal; e a verdade vencerá a mentira”.


O contexto das palavras em que o Papa Francisco insere a frase “a verdade venerá a mentira”, trás como figura central a pessoa de Jesus Cristo, como o Salvador da humanidade, por isso também fala que a “salvação vencerá a condenação”.

Porém, levando em consideração o notório contexto que cerca a prisão do ex-presidente Lula, onde seus aliados o defendem religiosamente como um condenado político, ou seja, de forma “injusta”, a declaração do pontífice também parece fazer alusão a este cenário.


Mas também é possível interpretar de outra forma. O Papa pode ter quisto simplesmente dizer que a verdade, não importando o lado que esteja, prevalecerá, custe o que custar. Neste caso, a frase soaria muito mais como uma crítica indireta do Papa ao condenado líder petista, por estar mentindo acerca dos seus crimes. Fica a dúvida. Segue abaixo a íntegra do documento (clique para ampliar):