“A paternidade começa no útero”, diz ex-jogador ao cobrar posição masculina antiaborto

O ex-jogador da National Football League, Ben Watson, explicou a importância dos homens na luta contra o aborto, afirmando em uma importante manifestação pró-vida na Times Square, em Nova York, que “a paternidade começa no útero”.

“Como famílias em todo o nosso país estão sendo destruídas e como vidas estão sendo extintas, devemos expor as mentiras que estão sendo contadas. Devemos descartar essas camadas de engano”, disse Watson.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Na ocasião do evento foi transmitida uma ultrassom 4D do bebê de Abby Johnson, ex-líder da clínica abortista Planned Parenthood, cuja conversão ao movimento pró-vida inspirou o filme “Não planejado”. Várias pessoas discursaram para uma multidão no evento e Watson foi uma delas.

“Temos que ser homens dispostos a entrar com ousadia e confiança, porque fomos feitos para sermos protetores”, disse ele, reforçando a ideia de que a responsabilidade masculina sobre à vida dos filhos começa desde a gestação.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“É aí [no útero] que começa”, continuou Watson. “Não começa quando o bebê está fora dele. O relacionamento que você tem com a mãe, o relacionamento que você tem com a criança… a paternidade começa no útero”, frisou.

“Há milhões de crianças pré-natais e mães preciosas e corajosas que dependem de nós homens para que sejam homens. Então, vamos fazer isso”, disse ele, segundo o Christian Post.