Globo se recusa a filmar manifestantes do alto e é expulsa aos gritos de “globolixo”

Um dos locais de maior concentração no último domingo (26), quando milhares de pessoas saíram às ruas para apoiar a reforma da Previdência, o pacote anticrime de Sérgio Moro, a CPI da Java Toga e a reforma administrativa (MP870), foi na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

Na ocasião, um carro de som foi utilizado pelos manifestantes e algumas emissoras de TV estavam no local, entre elas a Rede Globo e o SBT. Segundo informações compartilhadas nas redes sociais, as emissoras foram convidadas para filmar a multidão do alto do carro de som, para registrar uma tomada melhor do número de pessoas.


A equipe da Rede Globo presente no local, no entanto, teria recusado a oferta dos organizadores, optando por fazer as gravações entre os manifestantes, o que teria revoltado os presentes e motivado vais e gritos de ordem contra a emissora. Apenas o SBT teria aceitado o convite para filmagens do alto.

Assista abaixo o momento em que a equipe da Globo foi expulsa do local pelos manifestantes, aos gritos de “globolixo” [O vídeo é de inteira responsabilidade do canal onde foi postado]: