Conselho de Psicologia promove evento “desfazendo o gênero” e revolta psicólogos

Conselho de Psicologia promove evento "desfazendo o gênero" e revolta psicólogos

O Conselho Federal de Psicologia (CFP), conhecida autarquia que não faz questão de esconder a sua militância político-ideológica, provocou mais uma vez a crítica de vários profissionais da psicologia neste sábado (11), após fazer a divulgação de um evento que tem por objetivo “desfazer gêneros”.

Se trata do IV Seminário Internacional Desfazendo o Gênero que será realizado no Centro de Convenções, no Recife (PE), entre os dias 13 e 15 de novembro. Na página do CFP consta a informação de a temática do evento será “Corpos dissidentes, corpos resistentes: do caos à lama”.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O objetivo é “problematizar e recriar de forma permanente a produção de conhecimento sobre gênero”, informa o CFP.

Como é possível notar pelos enunciados, o tal “seminário internacional” já possui uma pré-conclusão. Em outras palavras, aparentemente, não se trata de uma discussão científica, mas de uma apresentação pronta de conceitos acerca de um assunto igualmente “pronto”.

Na própria publicação do CFP vários seguidores, certamente psicólogos, se manifestaram criticando o Conselho, algo que tem se tornado comum nos últimos anos.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Oh [sic] conselho, quando vocês irão trabalhar em prol da categoria para acabar com as festas dos coachs que estão atuando como psicólogos?”, escreveu uma internauta.

“E trabalhar para fortalecer a psicologia como ciência? Vocês ainda lembram como faz? Esse tipo de coisa só reafirma a verdadeira intenção desse conselho. Promoção da(s) Psicologia(s) que não é. Lamentável”, escreveu outro.

Marisa Lobo, psicóloga conhecida por ter enfrentado a perseguição ideológica do Conselho Regional de Psicologia do Paraná, também criticou a publicação do CFP. “É prá [sic] acabar com o restinho de ciência que não existe nesta militância. Vamos desfazer as militância políticas? Às falsas narrativas?”, disparou ela em sua rede social.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});